Curta e acompanhe nossa página no Facebook  
facebook
instagram
Fale Conosco

Colégio Anchieta - Recife Colégio Anchieta

  • Rua Ernesto de Paula Santos, 607
    Boa Viagem - Recife / PE
  • 81 3466-3830 / 3326-3714

Aluno CONECTADO

Acesso à área restrita

ícone título Fique por dentro

Como é feito um retrato falado?


Fonte: Mundo Estranho

As polícias usam softwares de manipulação de imagens para fazer os retratos falados de suspeitos de crimes. Na Polícia Civil de São Paulo, por exemplo, o programa usado é o famoso Photoshop. “Uma empresa americana veio nos oferecer um software de retrato falado, mas não havia rostos indígenas ou pardos, comuns na população brasileira”, diz Sidney Barbosa, retratista da Delegacia Geral de Polícia, em São Paulo. Entre esses softwares específicos para descrições policiais, está o britânico EFIT-V, desenvolvido pela Universidade de Kent. O programa oferece várias opções de rostos inicialmente, e, em vez de ir acrescentando características, a testemunha vai eliminando as faces menos prováveis, até chegar ao semblante final. “As pessoas têm dificuldade em descrever faces com riqueza de detalhes e em identificar elementos isolados”, diz Christopher Solomon, diretor da Visiometric, que desenvolveu o programa. Vale lembrar que os retratos falados não são provas definitivas em um inquérito. Como as vítimas estão sob trauma quando fazem as descrições, muitas vezes têm brancos ou exageram detalhes sob o impacto do crime, e o retrato nem sempre é fiel ao suspeito.


< Voltar